Autor

Luciano Gonçalves

Data: 02/08/2022

Trabalhar sem ruído

Está por horas o pontapé de saída para o jogo da Supertaça que dá início à época 2022/23. Mais uma temporada se aproxima, com muitos sonhos e desejos dos vários intervenientes. Clubes ambicionam alcançar as metas a que se propõem, treinadores desejam fazer uma temporada de sonho, jogadores sonham com marcas pessoais e consequentemente valorizarem-se. E, claro, os árbitros trabalham diariamente para acertar o mais possível nas suas decisões e que as mesmas não tenham influência em nenhum dos desfechos dos outros intervenientes. Todos eles iniciam a época a pedir ou solicitar melhores e mais condições e os árbitros não fogem à regra. Também têm desejos e o principal para a nova época é apenas respeito pelo trabalho e que os deixem trabalhar sem o normal baralho artificial, ruído este que ainda vai alimentando algumas mentes que pensam que condicionam o trabalho dos árbitros. Enfim…

Decorreu na última semana a acção de aperfeiçoamento dos nossos árbitros dos campeonatos profissionais, com imenso trabalho de campo, VAR, análise de situações de jogo, provas físicas e testes escritos. Dar os parabéns à FPF por o curso se ter realizado na Cidade do Futebol, casa também da arbitragem.

Desejamos uma época com muito sucesso para todos, valorizando o futebol português e os seus verdadeiros intervenientes, jogadores, treinadores e árbitros. Valorizando o futebol estamos a valorizar os nossos, valorizando apenas os nossos estamos a destruir o futebol.

Fonte: Record