Autor

Jorge Faustino

Data: 24/09/2020

Nota 5

Iniciou-se este fim-de-semana a Liga 2020/2021. Apesar da ausência de público nos estádios, da aparente paz que reina entre os diversos clubes e respetivos dirigentes e do fim dos programas de entretenimento (porque de futebol tinham pouco) com representantes dos três ditos grandes, não creio que, para a arbitragem, venha a ser uma época muito diferente das anteriores.

Concretizando, os clubes têm objetivos concorrenciais entre eles e, por isso, nalgum momento da época começarão a ser evidentes os falhanços de alguns versus o sucesso de outros. No insucesso, já sabemos, as arbitragens serão sempre uma boa e fácil desculpa.

Neste contexto, para minimizar os inevitáveis ataques à arbitragem, resta aos árbitros serem o mais competentes possível. Sabemos que existirão sempre erros, mas olhando para os dois jogos mais mediáticos da primeira jornada (Famalicão – Benfica e Porto – Braga) podemos sentir alguma segurança e conforto relativamente à qualidade da nossa arbitragem e, em particular, dos “novos” craques do plantel de árbitros.

Que as arbitragens do resto da época possam ser à imagem destes dois jogos, com árbitros seguros e confiantes, a decidir quase sempre, bem auxiliados e com videoárbitros a intervir para ajudar a corrigir os poucos erros graves que surjam. Que eu possa dar muitas notas 5.

Fonte: Record