«Chegou a hora de dizer que sou gay»: árbitro norueguês faz revelação e recebe apoios

“Chegou a hora de dizer que sou gay. Só coisas positivas virão disso. Para mim, sempre foi uma parte completamente natural da vida.” Foi assim que Tom Harald Hagan, árbitro norueguês ainda em atividade, revelou a sua história em entrevista ao jornal local ”Glamdalen’’

Desde que fez a revelação pública, o árbitro de 44 anos recebeu imensas mensagens de apoio de várias pessoas ligadas ao futebol.

A entrevista saiu um dia depois de Hagen ter arbitrado o jogo entre o Valerenga e o Kristiansund, que contou com um insulto homofóbico do avançado do Kristiansund, Flamur Kastrat, para o treinador adversário, Dag -Eilev Fagermo (“ele chamou-me “bicha””). Ambos se desculparam mas o avançado vai ser punido pelo seu clube.

Hagen achou irónico o episódio ter acontecido no seu último jogo e disse que nem sequer se tinha apercebido do incidente: “Talvez o jogador tenha dito isso por capricho, isso pode acontecer no futebol. Mas realmente temos que nos livrar dessas coisas.”

O árbitro norueguês apitou jogos internacionais do Sporting, FC Porto, Sp. Braga, Rio Ave e da Seleção Nacional durante a sua carreira.

Fonte: Record

Mais Notícias

Ver Todas