“Apito Final” conheceu o seu final há minutos atrás!

A Comissão Disciplinar da Liga teve mão pesada nas sentenças do “Apito Final”: Pinto da Costa é suspenso por dois anos e o FC Porto perde seis pontos; Boavista desce à Liga de Honra e João Loureiro é suspenso por quatro anos; o presidente do U. Leiria, João Bartolomeu, cumpre suspensão de um ano.
Pinto da Costa suspenso por dois anos e Porto perde 6 pontos
Suspensão por dois anos para Pinto da Costa; subtracção de seis pontos ao FC Porto na classificação da Liga e multa de 150 mil euros para a SAD azul e branca. Estas as decisões da Comissão Disciplinar da Liga de Clubes, no denominado processo “Apito Final”. Recorde-se que o FC Porto era acusado de tentativa de corrupção ao árbitro dos jogos com Beira-Mar e Estrela da Amadora, na época 2003/04, incorrendo por isso numa penalização de perda de seis pontos, enquanto Pinto da Costa incorria em suspensão por dois anos, penas agora aplicadas.
Boavista desce de Divisão; João Loureiro suspenso por dois anos
Acusado de coacção sobre a equipa de arbitragem de três jogos disputados em 2003/04 – com Benfica, Belenenses e Académica –, o Boavista foi condenado com pena de despromoção à Liga de Honra, acrescida de subtracção de seis pontos, enquanto João Loureiro terá de cumprir quatro anos de suspensão.
Suspensão de um ano para João Bartolomeu
O presidente do U. Leiria, João Bartolomeu, foi suspenso por um ano, enquanto a SAD leiriense foi multada em 40 mil euros. Em causa está o jogo com o Belenenses, na época de 2003/04, relativamente ao qual o emblema da cidade do Lis e o seu máximo dirigente eram acusados de corrupção na forma tentada.
Augusto Duarte suspenso por seis anos
O árbitro Augusto Duarte foi suspenso por seis anos, acusado de tentativa de corrupção no jogo entre Beira-Mar e FC Porto da época 2003/04. O juiz de Braga está também a ser julgado no processo judicial denominado «Apito Dourado», por corrupção desportiva passiva.

in: abola.pt