Lucílio não descarta ideia de árbitros estrangeiros em Portugal

Árbitros estrangeiros a dirigirem jogos em Portugal é uma imagem que não choca Lucílio Baptista, da A.F. Setúbal, um dos nove portugueses com as insígnias da FIFA.
«Sou dos árbitros que mais tem ido ao estrangeiro, não tem lógica contestar a vinda de outros», considerou o juiz, esta terça-feira, por ocasião de mais uma cerimónia de entrega do emblema.
«Se os clubes entenderem devem propô-lo. Os portugueses lembram-se do penalty de há cinco anos e se a bola entrou ou não. A vinda de novos árbitros ia rebater isso, nem que fosse por pouco tempo. Não é chocante a ideia, embora os erros não deixassem de existir», argumentou, ainda.
Para Lucílio Baptista o actual momento de crítica à arbitragem resulta de uma constatação: «Felizmente, o campeonato está mais competitivo e isso torna o erro mais visível.»
O árbitro de Setúbal considerou que a época «está a correr bem», mas reconheceu que «podia estar a correr melhor». «Não vale a pena esconder a cabeça na areia, tem havido alguns erros», assumiu.
Oiça aqui as palavras de Lucílio Baptista.