João Almeida no Mundial de Futebol de Praia do Dubai

Contando com mais de 18 anos de experiência no mundo da arbitragem, João Almeida prepara-se para actuar no Campeonato do Mundo de Futebol de Praia Dubai 2009, no mês de Novembro.
Encarando a nomeação como uma prova de confiança, o árbitro natural de Lisboa revela uma responsabilidade acrescida por se tratar da sua última prova internacional. "Quando somos nomeados para representar Portugal, sentimos uma alegria e um orgulho enormes, é uma prova do nosso valor. Por outro lado, sentimos o peso da responsabilidade, porque estamos a representar um país e todas as falhas poderão ser associadas à nossa arbitragem. Este, por se tratar do meu último Campeonato do Mundo, tem um nível de responsabilidade ainda maior, porque quero terminar em alta, deixar uma boa imagem e provar o valor da nossa arbitragem".
Árbitro internacional desde 2001, João Almeida, que já passou pelo Futebol e Futsal, admite que a paixão pelo Futebol de Praia tem sido a sua verdadeira motivação. "Tive oportunidade de apitar jogos de Futebol e de Futsal, mas apaixonei-me pelo Futebol de Praia e desde então que me dediquei à modalidade. Morava nas Caldas da Rainha quando comecei a apitar os torneios particulares que decorriam na Foz do Arelho e nunca mais deixei o Futebol de Praia. É uma modalidade que desperta emoções fortes e quem gosta, gosta a 100%, por isso o Futebol de Praia é a minha verdadeira motivação".
Com 44 anos, o juíz luso afirma ter bastantes planos para quando se retirar da arbitragem, tendo como principal objectivo profissional contribuir para o desenvolvimento da modalidade. "O meu lema sempre foi dar o máximo para conseguir desenvolver o Futebol de Praia, dar 100% em tudo aquilo que faço em prol da modalidade e assim será quando me retirar. Em princípio, continuarei ligado à FIFA como instrutor, mas acima de tudo gostaria de contribuir para o projecto de um Campeonato Nacional de Futebol de Praia", explicou.
No que toca à prestação da formação lusa neste Mundial, João Almeida diz-se dividido entre a satisfação profissional e o orgulho de ver Portugal a conquistar o título. "Já estive em duas finais de Campeonatos do Mundo e, apesar de encarar todas as provas de forma igual, actuar nesta teria certamente um sabor diferente, mas para isso Portugal não poderia ser um dos finalistas. Quando penso no orgulho de ser português e a importância de conquistar um título tão importante, tenho de esquecer a satisfação profissional", concluiu.
O Campeonato do Mundo Dubai 2009 decorrerá entre os dias 16 e 22 de Novembro e Portugal disputará um lugar na final diante das formações dos Emirados Árabes Unidos, Uruguai e Ilhas Salomão.