Árbitro reconhece erro a favor do United

Perdia o Manchester United por 2-0 com o Tottenham, em Old Trafford, na última ronda da Liga inglesa, quando, ao minuto 57, o árbitro Howard Webb assinalou uma grande penalidade a favor dos red "devils". Falsa, como logo pareceu e depois se confirmou pela repetição das imagens televisivas. O juiz também já as viu e reconhece o lapso.
«Acho que foi um erro, mas tomamos estas decisões de forma honesta», disse, acrescentando nem sempre ser «fácil verificar como a jogada decorre a nível do relvado».
Em declarações à imprensa inglesa, Webb, antigo polícia, explicou de que forma ajuizou o caso: « Pude ver o jogador do Manchester United (Carrick) tocar a bola, e depois vi-o ser derrubado pelo guarda-redes (Gomes), mas não consegui observar o desvio extra que a bola sofreu por ter sido tocada pelas mãos do guarda-redes».
Muito protestado pelos jogadores do Tottenham, o castigo máximo permitiu a Ronaldo reduzir a desvantagem do bicampeão inglês, que daí partiu rumo a uma reviravolta imponente, que acabou numa vitória por 5-2.
Howard Webb afirma-se «desiludido, porque diz buscar «sempre a perfeição», e garantiu que o erro se deveu à condição humana, logo, errante, do homem.
«Nunca quero ter um impacto negativo no jogo, e não tenho qualquer prazer em não alcançar os níveis de qualidade que colocamos a nós mesmos. Mas mostrem-me um homem que nunca errou e eu mostro-vos um homem que nunca fez nada.»
in: Destak