Vitor Pereira: “Os árbitros não gerem clubes!”



O presidente do Conselho de Arbitragem, Vítor Pereira, criticou esta quinta-feira o clima de suspeição em torno da arbitragem e mostrou-se preocupado com o futuro da classe em Portugal.
Em declarações à TSF, Vítor Pereira afirmou que não se pode falar em "greve de árbitros" uma vez que não é uma classe profissionalizada em Portugal.
Sobre as recentes críticas de dirigentes, treinadores e jogadores aos árbitros, Vítor Pereira mostrou-se preocupado por considerar que «estão a provocar o afastamento de árbitros, que já são poucos» e que «daqui a pouco não teremos árbitros para as nossas competições».
Vítor Pereira criticou ainda alguns dirigentes de futebol pelo clima de ódio em torno da classe lembrando que os «árbitros não gerem clubes».
«A minha preocupação é que os árbitros vivam com tranquilidade, que entrem em campo com a plenitude das suas faculdades  e é isso que este clima não proporciona. Os árbitros só têm a sua responsabilidade. Os árbitros não gerem clubes. Os árbitros não fazem contratações de jogadores. Os árbitros treinam como nunca neste paradigma de não profissionalismo. Esta é uma geração de pessoas que merece respeito de todos os dirigentes desportivos», sentenciou.

Fonte: Sapo